Candidíase e Diabetes

Candidíase e Diabetes: A candidíase recorrente pode ser causada por uma tendência para desenvolver diabetes?
Assunto: Causas da Candidíase

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Toronto no Canadá levantou hipósetes sobre a causa de alguns casos de candidíase que muitos especialistas já desconfiavam: a candidíase está intimamente ligada à diabetes. Pacientes de diabetes geralmente possuem um longo histórico de candidíase recorrente e o motivo é simples, a cândida é um fungo que se alimenta de açúcar. Tendo o sangue e e demais fluídos corporais (como o muco vaginal) da pessoa diabética um teor muito mais alto de açúcar do que uma pessoa normal, a cândida encontra muito mais fartura de alimento e consegue se reproduzir com mais facilidade.

Vale mencionar que a cândida é um fungo que já vive normalmente no corpo de todos os mamíferos (ninguém “pega” candidíase). A candidíase ocorre quando há um crescimento excessivo da população de cândida no corpo e então temos os focos de infecção de coloração branca que causam irritação na pele (os sintomas que denunciam a candidíase). Como a cândida se alimenta de açúcar, é apenas natural que a pessoa com diabetes tenha muito mais chances de desenvolver candidíase do que outras.
O problema, no entanto, é com as pessoas que não tem diabetes. O que o estudo da Universidade de Toronto descobriu foi que um grupo de pessoas que desenvolvem candidíase recorrente, a desenvolvem pois possuem excesso de açúcar no sangue, mesmo não sendo (ainda) diabéticas.

Você sabe qual a sua taxa de triglicerídeos?
Os médicos alertam para a extrema importância de se realizar exames de sangue periódicos para que o paciente sempre saiba seu nível de colesterol e triglicerídios. A maioria dos problemas populares de saúde podem ser evitados se as pessoas mantiverem esses dois índices sob controle. De problemas coronários, pressão alta, probabilidade de derrames até diabetes podem ser evitados se as pessoas controlarem os níveis de colesterol e triglicerídeos.
Mulheres e homens acima do peso possuem ainda uma maior probabilidade de desenvolverem a candidíase recorrente devido ao elevado nível de açúcar no sangue, mesmo não tendo diabetes. O hormônio feminino estrogênio – presente naturalmente em mulheres e em maior quantidade em homens acima do peso, em comparação com homens de peso normal – favorece a elevação do açúcar no sangue. É por esse mesmo motivo que mulheres usuárias de pílula anticoncepcional acabam desenvolvendo também crises frequentes de candidíase – a pílula eleva os níveis de estrogênio, que por sua vez eleva os níveis de acúcar no sangue, que alimenta a cândida e causa candidíase.
O elevado nível de açúcar no sangue também tem outro efeito colateral além de alimentar diretamente a cândida. O açúcar impede que as células absorvam vitamina C e como todos sabem, vitamina C é essencial para manter as defesas do corpo em dia e é nossa imunidade que nos defende da cândida em primeiro lugar.
Se você não tem diabetes (ainda!), faça um exame de triglicerídeos (no próprio exame você poderá ver uma comparação com os níveis normais, o que mostrará se o seu índice está fora do normal ou não). Esse tipo de exame pode ser feito diretamente em laboratórios, não há necessidade de ir no médico e pegar uma prescrição.
Os resultados desse exame podem ser úteis para você que ainda não descobriu as causas de sua candidíase. Se seu nível de triglicerídeos estiver normal é mais um item que você pode marcar como resolvido em sua lista de possíveis causas. Agora, se você realmente apresenta um nível alto de açúcar no sangue, você deve ter cuidado redobrado para controlar esse índice, pois não só é isso que tem causado sua candidíase recorrente como você tem uma chance muito maior de acabar desenvolvendo a diabetes (mesmo que não tenha casos de diabetes na família!). A diabetes do tipo 2 nem sempre é causada por fatores genéticos e pode ser causada por maus hábitos alimentares durante a vida e obviamente, obesidade.
Autor: Esse artigo foi escrito por nossa correspondente no Canadá Melissa Johnson.
Fonte: http://www.candidiasetemcura.com/category/causas-da-candidiase