A importância da nutrição no processo de cicatrização

alimentação e cicatrização de feridasMuitas evidências científicas demonstram que nutrição e hidratação estão intimamente relacionadas com a cicatrização de feridas. A cicatrização de feridas envolve um complexo bem orquestrado de eventos biológicos e moleculares que envolvem migração e proliferação celular e deposição da matriz extracelular.

Apesar dos grandes avanços nas inovações tecnológicas de uma gama de tratamentos, feridas de difícil cicatrização ainda são um desafio para os profissionais de saúde. Compreender o processo de reparação de feridas  e os fatores que atrasam este processo são fundamentais para um plano de cuidados de sucesso.(1,2)

A ingesta alimentar inadequada e o mau estado nutricional são fatores de risco que contribuem para o atraso na cicatrização das feridas. Os nutrientes encontrados nos alimentos exercem efeitos bioquímicos e moleculares essenciais no processo de cicatrização e uma abordagem nutricional é extremamente útil no tratamento de feridas.(2)

Mas, quais são os nutrientes necessários e que auxiliam na cicatrização de feridas?
Vamos saber um pouquinho mais sobre eles.

Macronutrientes (1,2,3)

As células envolvidas na cicatrização de feridas requerem proteínas para sua formação e atividade, além disso, a perda de proteínas pode afetar negativamente todo o processo imunológico. As proteínas são necessárias para a resposta imune que, quando prejudicada, pode atrasar a progressão da fase inflamatória da ferida para a fase proliferativa.

Tanto na fase proliferativa da cicatrização quanto na fase de remodelação, a deficiência de proteína pode também diminuir a atividade do fibroblasto (células responsáveis pela formação do tecido de cicatrização), retardar a formação de novos vasos sanguíneos e reduzir a formação do colágeno. 

Além das proteínas, os carboidratos e as gorduras atendem às necessidades de aumento de energia para apoiar a resposta inflamatória, atividade celular, a formação de novos vasos sanguíneos e a deposição de colágeno na fase proliferativa da cicatrização.

A ingestão de quantidades adequadas de carboidratos é necessária para a produção e movimento dos fibroblastos e atividade leucocitária (sistema imune). Os carboidratos estimulam a secreção de hormônios e fatores de crescimento, incluindo a insulina que é útil na fase proliferativa. Porém altas quantidades de carboidratos que ocasionam o aumento da glicose sanguínea podem reduzir granulócitos (células do sistema imune) e propiciar o surgimento das feridas.

As gorduras têm funções estruturais durante o crescimento dos tecidos e são precursoras das prostaglandinas, estas que são mediadoras da inflamação celular e do metabolismo.

Micronutrientes (1,2,3,4)

Os micronutrientes vêm sendo amplamente estudados no processo de cicatrização de feridas. 

Aminoácidos

Entre os aminoácidos que desempenham um papel importante na cicatrização de feridas estão a arginina e a glutamina. A arginina é um precursor do óxido nítrico e prolina que são essenciais para o processo inflamatório e a síntese de colágeno. A arginina também estimula a produção e a secreção do hormônio do crescimento, assim como a ativação de células do sistema imune.

Já a glutamina desempenha inúmeros papéis nas funções metabólicas, enzimáticas, antioxidantes e imunológicas. Em feridas, protege contra infecções e complicações inflamatórias. A glutamina também é precursora da gluationa, um antioxidante e um cofator importante para reações enzimáticas. 

Vitaminas

As vitaminas têm sido bastante investigadas no processo de cicatrização. A deficiência de vitamina A prejudica a função das células B e T do sistema imune e a produção de anticorpos durante a fase inflamatória da cicatrização.

Também diminui a a epitelização, a síntese de colágeno e a granulação no desenvolvimento dos tecidos na fase proliferativa e de remodelação da cicatrização. As vitaminas B, que consistem na tiamina, riboflavina, piridoxina, ácido fólico, pantotenato e cobalaminas, são cofatores essenciais nas reações enzimáticas envolvidas na formação de leucócitos e em processos de desenvolvimento dos tecidos. A tiamina, riboflavina, piridoxina e cobalaminas também são necessárias para a formação do colágeno.

A vitamina C parece estar envolvida nos papéis de migração e transformação celular, síntese de colágeno, respostas oxidantes e formação de vasos sanguíneos. Participa do recrutamento de células na fase inflamatória e além disso, aumentam a estabilidade e a força da matriz de colágeno; é essencial para neutralizar a produção de radicais livres nas células.

A vitamina D, vem sendo cada dia mais estuda e modula a integridade estrutural e o transporte das células. Embora, a maioria das vitaminas mostre efeitos benéficos no tratamento de feridas a vitamina E pode afetar negativamente a síntese de colágeno, a resposta antioxidante e a fase inflamatória.

Minerais

Vários minerais estão envolvidos no processo de cicatrização de feridas. Entre eles, o zinco é essencial para a replicação do DNA celular em células com altas taxas de divisão, como as células inflamatórias, epiteliais e os fibroblastos.

Na fase inflamatória ele promove a resposta imunológica e neutraliza a suscetibilidade a complicações por infecções; na fase proliferativa e de remodelação é essencial para a produção de colágeno, proliferação de fibroblastos e células epiteliais.

O magnésio funciona como fator para as enzimas necessárias para a formação de proteínas e colágeno. Já o cobre atua em diferentes processos enzimáticos e é essencial para o fortalecimento da matriz de colágeno.

alimentação e cicatrização de feridas

Hidratação (3,4)

A água é distribuída por todo o corpo e é o meio de transporte dos nutrientes e resíduos. Garantir a ingestão adequada de água é necessário para a perfusão e oxigenação tanto de tecidos saudáveis como no processo de cicatrização.

O processo de cicatrização de feridas é sistêmico e interprofissional. Deste modo, o tratamento das feridas vai além da escolha do curativo ideal. A avaliação de uma equipe interdisciplinar é extremamente importante, como o estomaterapeuta, o nutricionista, o nutrólogo e o médico para que este processo atinja seu objetivo de cura. A nutrição e hidratação são partes essenciais deste processo e a avaliação do especialista é muito importante.

A Academy of Nutrition and Dietetics  recomenda 5 dicas para promoção da cicatrização de feridas com boa nutrição:

  1. Planeje refeições e lanches saudáveis e balanceados que incluam a quantidade certa de alimentos de todos os grupos alimentares, como proteínas, frutas, vegetais, laticínios e grãos.
  2. Escolha vegetais e frutas ricas em vitamina C, como morango, laranja, espinafre. Para obter a quantidade de zinco adequada, escolha grãos inteiros e consuma proteínas, como ovos, carnes, frutos do mar. Algumas feridas podem exigir uma ingestão maior de certas vitaminas e minerais para auxiliar na cicatrização.
  3. Inclua proteína adequada ao longo do dia. Inclua uma fonte de proteína em cada refeição ou lanche.
  4. Fique bem hidratado!!!
  5. Controlar os níveis de açúcar no sangue ajuda a prevenir o desenvolvimento de feridas e auxilia na cura e recuperação.

Mas, lembre-se:

O cuidado deve ser personalizado e individualizado.

As recomendações de quantidades devem ser sempre recomendadas pelo profissional especialista e adaptado para a realidade da pessoa.

 

 

Referências

  1. WOUNDS UK. The importance of nutrition in wound healing. Wounds UK, 2013; 9(3): 61-4.
  2. Barchitta M, et al. Nutrition and Wound Healing: An Overview Focusing on the Beneficial Effects of Curcumin. Int. J. Mol. Sci. 2019; 20, 1119; doi:10.3390/ijms20051119
  3. Posthauer ME, Banks M, Dorner B, Schols JMG. The Role of Nutrition for Pressure Ulcer Management: National Pressure Ulcer Advisory Panel, European Pressure Ulcer Advisory Panel, and Pan Pacific Pressure Injury Alliance White Paper. ADVANCES IN SKIN & WOUND CARE, 2015; 28(4): 175-88.
  4. Stechmiller JK. Understanding the Role of Nutrition and Wound Healing. Nutrition in Clinical Practice, 2010; 25(1): 61-8.
  5. Academy of Nutrition and Dietetics. Eat right. Five Nutrition Tips to Promote Wound Healing. Acesso em: 06/10/2020.